terça-feira, 25 de abril de 2017

Garry Marshall – “Frankie & Johnny”


Garry Marshall – “Frankie & Johnny”
(EUA - 1991) – (118 min. / Cor)
Al Pacino, Michelle Pfeiffer, Hector Elizondo. Kate Nelligan, Nathan Lane.

Cada rosto esconde uma história e todas as histórias são compostas por dor e amor, alegria e desespero, paixão e silêncio, lágrimas e sorrisos. "Frankie & Johnny” é o título de uma canção mas também uma história profundamente humana, sem dramatismos de "algibeira", apenas possuída pela ternura e a amargura do tempo que passa.


"Frankie and Johnny in The Clair de Lune" é também o título de uma peça de teatro, um verdadeiro embate de sentimentos ao som da música de Claude Debussy.
"Frankie & Johnny" como diz a bela canção de Rickie Lee Jones, "It Must Be Love" e para amar é forçoso descobrir os sentidos e inventar o seu império docemente, quase de mansinho, como as ondas na praia que nos dias tranquilos invadem o areal e sorriem para as crianças, que gatinham inocentemente entre o azul marítimo e as imagens do céu que as protege.


Mas "Frankie & Johnny" é também uma película intimista onde os sentimentos e a solidão habitam a mesma casa e o amor existente nele, eliminando a pouco e pouco o desespero dos espaços fechados..."a vida é sair do emprego, chegar a casa, jantar e ver um vídeo" diz Frankie a Johnny.

No "Appolo Café" descobrimos ilusões e sonhos realizados, amizades profundas e duelos de amor, famílias sem laços sanguíneos e gentes de um mesmo mundo: gente anónima de um tempo, que escuta o respirar das palavras e dos gestos, descobrindo a felicidade ali mesmo ao lado.


Esta película de Garry Marshall, com uma Michelle Pfeiffer translúcida e um Al Pacino cristalino, oferece-nos a cor dos sentimentos com uma sabedoria que, por vezes, intimida todas as "certezas" do nosso universo.


"Frankie & Johnny" está a anos-luz de "Uma Mulher de Sonho", filme também realizado por Garry Marshall e ainda bem, porque a realidade não é feita de Príncipes Encantados e Cinderelas, ela é muito mais complexa e dolorosa, mas também muito mais sincera e apaixonante.


"Frankie & Johnny" é um daqueles filmes que se trazem na algibeira da vida em dias cinzentos e radiosos, porque na verdade é uma película para se (vi)ver na passagem das horas.

2 comentários:

  1. Este é para mim o mais belo filme de amor de todos os tempos! A rever!

    ResponderEliminar
  2. O segredo desta película é que estamos perante essa gente anónima com que nos cruzamos diariamente, aqui não Cinderelas nem Príncipes, apenas pessoas comuns em busca do amor.
    Bom Feriado!

    ResponderEliminar